logo

Como fica o mercado de armas no Brasil com o decreto assinado por Bolsonaro?

A ampliação do direito de possuir armas de fogo aponta novos rumos para o mercado de venda de armas no Brasil. A expectativa, agora realidade decretada, do cidadão comum manter uma arma em casa ou no trabalho - desde que o dono da arma seja o responsável pelo estabelecimento, exigirá dos fabricantes de armas de fogo um posicionamento mercadológico mais agressivo e consistente. Saindo de um circuito mais restrito, a venda e a produção de armas torna-se um nicho a ser visto com relevância por investidores e consumidores, ainda mais que...

22 Janeiro 2019