logo

A partir de janeiro, 15 mulheres comandarão prefeituras de MT; Gheysa Borgato em Gloria D'oeste e Eliene Liberato em Cáceres


Por Da redação Quatro Marcos Notícias com OD

A partir de janeiro, 15 mulheres comandarão prefeituras de MT; Gheysa Borgato em Gloria D'oeste e Eliene Liberato em Cáceres

Foto: Reprodução Facebook

Mato Grosso elegeu 15 mulheres para comandar prefeituras, das 141 que estavam em disputa neste domingo (15).

Na região Oeste, destacaram Gheysa Borgato e Eliene Liberato.  

Gheysa Borgato do PSD, foi eleita, prefeita de Glória D'oeste (MT) para os próximos quatro anos com  1.113 votos (50,57%).  Gheysa Borgato tem 37 anos, é casada, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de dono de casa. Ela tem um patrimônio declarado de R$ 1.276.048,37. 

Eliene Liberato, do PSB, foi eleita prefeita de Cáceres (MT) para os próximos quatro anos. Ao fim da apuração, Eliene Liberato teve 38,16% dos votos. Foram 15.881 votos no total. Eliene Liberato tem 52 anos, é casada, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de professora de ensino médio. Ela tem um patrimônio declarado de R$ 343.000,00.

Em dois dos grandes municípios do estado houve substituição de prefeitas mulheres, como em Várzea Grande e Sinop, onde Kalil Baracat (MDB) foi eleito para a sucessão de Lucimar Campos (DEM) e Roberto Dorner (PDT) irá ocupar a cadeira no lugar de Rosana Martinelli (PR), respectivamente.



Em Barão de Melgaço (distante 110km de Cuiabá), Margareth de Munil (PSDB) foi eleita com 2.353 mil votos. Já em Leverger, Franciele Magalhães (PTB) conseguiu a vitória com 5.154 mil votos. 

Em Conquista D'Oeste (distante 532km de Cuiabá), a atual prefeita, Maria Lucia (PL), conseguiu se manter no cargo e bateu o segundo colocado com mais de 300 votos de frente.  Maria Lúcia teve 1.248 mil votos e o segundo colocado 964. 

As outras mulheres eleitas foram Marilda Sperandio da cidade de Alto Taquari, Carmen Marinez de Carlinda, Andrea Wagner de Jaciara, Marilza Augusta de Nova Brasilândia, Dra Janilza de São Félix do Araguaia, Inês Coelho de Torixoréo, Seluir Peixer de Aripuanã, Luzia Brandão de Ribeirão Cascalheira, Jo Soarea de Souza de Santa Cruz do Xingu e Ana Maria Casagrande da cidade de Nova Maringá.

Em Cuiabá, a única mulher na disputa ficou em terceiro lugar. Gisela Simona (Pros) conseguiu pouco mais de 52 mil votos e não conseguiu ir para o segundo turno. Na Câmara de Cuiabá, duas vereadoras foram eleitas e serão empossadas em 2021 para os trabalhos legislativas.